Mimos supérfluos para o seu bebê

Há coisas que a gente só sabe da necessidade depois do nascimento do bebê. Coisas que você poderia ter pedido no chá-de-bebê ou de presente para os amigos mais chegados. Coisas que você sequer sabe da existência, mas lá na frente vai falar “poxa deveria ter algo assim”. Com certeza tem! Posso dizer que são produtos do tipo “supérfluos”, mas quem pode pagar, conforto nunca é demais.

Resolvi fazer este post porque perdi oportunidades de mandar trazer de fora produtos que só soube da existência depois do nascimento da Bia, produtos que não vendem no Brasil ou são caros além da conta. Alguns eu adquiri aqui, outros já passou da época. Então, segue a dica. Serve tanto para quem está montando o enxoval do bebê, como para quem quer presentear. São só alguns de uma lista enorme de coisas que incentivam o nosso consumismo.

Cadeira de descanso

Há diversos modelos, que vibram, que tocam musiquinhas, que balançam. Coloridas, cheias dos penduricalhos. Afinal, que raios de cadeira é essa? Eu costumo brincar que a cadeira é do bebê, mas o descanso é da mamãe. É uma cadeirinha confortável onde você coloca o bebê e ele acaba entretido com as mil e uma coisas que ela faz. Chegando a, inclusive, dormir. ❤

A média de preço varia, de acordo com a marca e as funções, entre R$173,00 a quase R$2mil.

Para Bia, comprei uma da Fisher-Price, Cadeirinha de Balanço Minha Infância, que pode ser utilizada até os 4 anos ou 18kg.

Média de preço R$359,00

Média de preço R$359,00

Ofurô de bebê

É simplesmente um balde! Os benefícios são tantos que valem um investimento. Existem de várias marcas, modelos e – descobri recentemente – tamanhos. A média de preços varia entre R$35 e R$260,00.

Optamos pelo Prince Lionheart Washpod Bath Tube por seu designer prático para carregar, tendo duas alças, por seu apoio ser aparentemente mais confiável e por ter uma almofada para colocar no fundo.

Prince Lionheart Washpod Bathtub in White

Média de preço R$150,00

Escorredor de mamadeiras

De verdade, eu não sabia que existia algo feito exatamente pra isso. Já tinha até comprado um escorredor copos quando, certa feita, vi uma variedade em uma loja da Chicco aqui em Brasília. Foi aquele momento “Uau! Existe e eu nem precisei inventar!” Realmente, é o supérfluo do supérfluo. Mas, quem gosta de uma graça – como eu – adquira.

A média de preços que vi por aí é de R$24 a R$75. O que comprei para a Bia, da Chicco, custou R$54.

R$54,00

R$54,00

Rolo posicionador de bebê

É um negócio simples, mas que faz toda a diferença. É basicamente um tecido que envolve dois rolos com um espaço entre os dois. Serve para segurar o bebê evitando – dentro do possível – que ele role no berço. Aqui vale investir. Você encontra uns bem baratinhos nos supermercados. Você pode investir entre R$19,00 e R$70.

Optamos pelo da The First Years air flow, de 0 a 5 meses (mas faz tempo que não cabe mais a Bia nele)

Custa uns R$60

Custa uns R$60

Esterilizador de mamadeiras

Sinceramente, taí um negócio que comprei e não utilizo. Prefiro ferver a água e escaldar as mamadeiras, copos e talheres da Bia. Mas, para quem é adepto, há muitas opções no mercado. Na verdade, ele é bem mais prático do que escaldar os utensílios. Acho que não uso por falta de espaço na minha humilde residência. São tantos eletrônicos que… enfim. Quem quiser, até vendo o meu Dexel.

A média de preços é de R$75 a R$300. Isso, para os elétricos. Tem uns outros para microondas que tenho minhas dúvidas da eficiência e segurança proporcionada.

O da Bia é da Dexel e comporta 6 mamadeiras e possui um compartimento central para bicos e acessórios menores. Desliga sozinho e é bivolte.

R$100

R$100

Almofada para amamentar

Olha é muito útil se você tiver uma poltrona, caso contrário, não vejo necessidade. Ao menos para a amamentar. Depois, você pode reaproveitar para usar como apoio para o bebê quando ele estiver começando a sentar.

Média de preço entre R$45 e R$250. Comprei uma em formato de lua por R$120,00 aqui em Brasília. Mas, usei muito pouco porque não me sentia confortável já que não comprei a poltrona para amamentação.

Não foi bem essa que comprei, mas é muito parecida.

Não foi bem essa que comprei, mas é muito parecida.

Cadeira Bumbo

Dizem que é uma cadeirinha de descanso, mas acho que está mais para algo que ensina a criança a sentar. Quando vi a filha de uma colega usando achei super interessante, porque desde novinha ela já estava sendo estimulada a aprender a sentar. Porém, não se encontra este item com facilidade no Brasil (quando acha é superfaturada) e o fato de eu não saber da existência me fez perder a oportunidade de trazer de fora. Choro minhas pitangas até hoje.

Deixo o vídeo para vocês verem o quanto é legal, útil e prática:

Anúncios

Lojas de bebê na internet | 100% baby

Gente, vou começar uma série de posts sobre lojas de bebê na internet. Vou falar somente daquelas que eu realmente tiver algum tipo de experiência de compra. Tanto para o bem, como para o mal. Apesar de ter crescido bastante, não é nada fora do comum termos problemas com compras online. Eu, que sou super adepta da compra pela internet, ainda tenho minhas restrições. Antes de adquirir algo de valor alto, compro peças de preço menor para fazer o teste. Também costumo consultar comentários de outros clientes, contatos online e offline.

O primeiro post da série será uma recomendação POSITIVA.

100% BABY – moda bebê

body-copia-reduzidaConheci a loja por conta da fan page no Facebook, gostei de um body que vinha com a frase “Cópia reduzida (e autenticada) do papai”. Acabei comprando para minha filha. Ao pedir informações na própria fan page, fui prontamente atendida. Efetuei o pagamento e apenas aguardei a entrega.

Chegou! Ponto para a lojinha que entrou para minha lista de favoritas. Amei a qualidade do tecido, o body é da Piu Blu. A estampa também é bem feitinha, não tem aparência de que vai descascar com o tempo.

A “100% Baby, moda bebê” é uma lojinha de Ponta Grossa/PR, mas entrega em todo o Brasil. Seus produtos, destinados ao público de 0 a 3 anos, variam entre acessórios e roupas.

  • Marcas
  • carter’s
  • Philips Avent
  • Paraiso – moda bebê
  • DrBrown Natural Flou
  • Up Baby
  • Noruega
  • LePeti Enfant
  • Anjos baby
  • Piu Blu

Formas de pagamento

Cartão, boleto, depósito bancário e pag-seguro.

Entrega

Correios: Sedex ou PAC.

Chá de fraldas

Diferente do chá de berço, o chá de fraldas lhe permite determinar exatamente o que deseja ganhar de seus convidados. Pois, no primeiro, por mais que você diga que quer assim ou assado, dificilmente vai ser tudo do jeito que gostaria. Já no chá de fraldas, você pode determinar a marca e o tamanho. Poucas são as pessoas que trazem diferente do que você pediu. Bom, pelo menos foi isso que levei em conta quando decidi pelas fraldas. Preferi escolher pessoalmente as coisinhas do quarto dela e tudo mais.

Há cerca de dois meses, comecei a pensar no chá de fraldas. Imaginando o que daria de lembrancinha, qual seria o cardápio e como seria a decoração. Tenho pra mim que, se o objetivo é economizar nas fraldas, não vale a pena fazer uma super festa com um gasto astronômico. Fui bater perna, comprar uma coisinha aqui, outra ali. Vasculhei toda a internet pensando numa lembrancinha barata e sim, eu achei.

Decidimos fazer no salão de festas do condomínio onde moramos. Como aqui tem limite de convidados, resolvi fazer a festa em dois dias. No sábado para os amigos e no domingo para a família, aproveitando a decoração de um dia para o outro. Porém, não foi uma boa ideia. Por incrível que pareça, o “quorum” do segundo dia foi baixíssimo, me levando a jogar muita comida fora. O que me chateou muito e me fez decidir não mais contar com alguns familiares para este tipo de evento. E, na boa, pedidos de desculpa nenhum vai abonar aquele tanto de comida jogada fora. Até porquê, todo mundo confirmou antes, o que me fez comprar na medida para aquela quantidade de convidados. Quase chorei quando joguei um tantão de salada de frutas no lixo. Enfim…

Já no sábado, foi ótimo! Algumas pessoas passaram rapidinho, outras ficaram até o fim. Teve quem chegou bem depois do horário combinado, mas que trouxe muita alegria ao nosso encontro. Porque além de ganhar fraldas, o importante é confraternizar, sem contar que é uma das últimas oportunidades de algumas pessoas te verem grávida. =)

Cardápio

  • Cachorro quente
  • Salada de frutas
  • Pavé prestígio
  • Caldo de frango
  • Salgados fritos e assados

Tudo feito no dia, fresquinho! Tanto para sábado como para domingo. Ou seja, comprei tudo em dobro.

Decoração, enfeites e lembrancinhas

Como tudo da Beatriz é lilás, a temática do chá de fraldas também foi.

  • Mesas dos convidados: toalhas de plástico, lilás com bolinhas brancas. Como enfeite de mesa, decorei com laço channel duplo uma tacinha acrílica e dentro coloquei jujubas;
  • Mesa principal: tnt branco e tnt lilás como toalha de mesa. Bolo de fraldas de três andares preparado pela amiga Izabela. Tacinhas acrílicas com confetes, uma melância cortada em formato de carrinho de bebê como recipiente da salada de frutas.
  • Painel: um tnt rosa bebê escrito “Bem-vinda Beatriz” em e.v.a. lilás e flores feitas de balões.
  • Lembrancinha: body de papel com balinhas e confetes dentro. Obrigada, Dharana, por me ajudar a fazer. Eram muitas rs.

Além da comilança, também tivemos brincadeiras organizadas por Dharana e Wagner. Foi a parte mais divertida, sem dúvidas!

Brincadeiras do chá de fraldas

  • Adivinhar a circunferência da barriga da mamãe: cada mesa deu o seu palpite, com um fita métrica verificamos o tamanho. A mesa que chegou mais perto do número, levou a prenda;
  • Adivinhar quantidade de itens: dentro de um balde foram colocados vários lenços umedecidos, cada mesa tinha que dar o palpite de quantos lenços havia lá dentro. A que chegasse mais perto, levava a prenda;
  • O que tem no quarto do bebê: era escolhida uma letra e cada mesa tinha que dizer um item que tem no quarto do bebê com aquela letra, as mesas iam dizendo até que uma não soubesse o que dizer. Esta era eliminada e começava uma nova rodada, com outra letra. No final, só poderia restar uma mesa que levava a prenda.
  • O que o bebê usa: com 15 segundos cronometrados, cada mesa tinha que anotar em um papel itens utilizados pelo bebê. Ao término do tempo, a mesa que tivesse anotado mais item, levava o prêmio.

Tirando a melância, porque não tirei foto, o resto pode ser visto na galeria abaixo.

Apesar dos pesares, o saldo foi bom! Revemos algumas pessoas queridas, brincamos e ganhamos muitas fraldas. Nem tenho onde guardar tantas.
Agora, atenção mamães! Não façam como eu, que pesei no pesado todos os dias e hoje estou sentindo as consequências. Realmente, para grávidas o pesado é mais pesado ainda.

 

Quarto da Beatriz – lilás e branco, pequeno e lindo

Chegou a hora de compartilhar com vocês o quarto da Beatriz. Sinto muito pelas fotos, pois foram feitas com iPhone. Eu não resisti, com toda aquela ansiedade que estava estou sentindo, e apesar dos riscos de pegar poeira, desembalei tudo de novo e montei o quarto. Eu queria muito ver como estava ficando toda a decoração que planejei com muito carinho e fui fazendo aos poucos. Me inspirei em muitos outros quartos na internet, mas fiz a meu gosto, do tamanho que o cômodo e o orçamento me permitiam.

Iniciamos com as paredes. O maridão e eu pintamos de branco com tinta anti-bactéria. Foi uma parte divertida e engraçada por conta dos nossos não dotes de pintores de parede. Depois vieram os móveis, todos bem branquinhos. Optamos por um conjunto completo da Carolina Móveis, da linha Clara. O berço vira caminha, a cômoda é trocador e o guarda-roupas bem espaçoso. Também teve o colchão, Ortobom Baby Light antirrefluxo – presente da vovó Dete.

Sempre pensei nas cores lilás e branco. Mas cheguei a mudar de ideia e considerei a combinação marrom com rosa. Na hora de comprar, voltei ao plano inicial porque as chances de acerto são maiores e também porque proporciona uma delicadeza maior. De decoração, o primeiro item foi o kit de berço. Com a temática de menininha, as peças se dividem em lilás e branco e em algumas tem um xadrezinho com as cores. Fofo! O kit contém a cabeceira, as laterais, o mosquiteiro, fronha, lençol de elástico, lençol de cima, edredom e trocador – este último que acabei substituindo por um mais fofinho.

Como no meu projeto – sim, fiz um projetinho a partir das medidas do cômodo e dos móveis adquiridos – havia uma cama da babá, coloquei os olhos numa que nós já tínhamos aqui em casa e utilizávamos como sofá. Ela tinha cor de mogno – apesar do material passar bem longe de sê-lo. Pintei de branco e a coloquei no quarto. Aproveitei também um lençol de cima de casal, dado pela minha sogra ao meu digníssimo quando ainda era solteiro, todo branco com a beirada bordada na mesma cor. Comprei umas fronhas brancas, outras lilás, aproveitei alguns travesseiros sobressalentes aqui de casa e comprei duas almofadas quadradas.  Pronto! Feito a cama da babá.

A melhor parte foi a cortina. Estava disposta a gastar cerca de R$200, mas no dia que fui à Leroy Merlin comprar a prateleira, encontrei esta de algodão na cor lilás por R$29,90. Era uma ponta de estoque. Com fita de cetim e flores de pelúcia, dei um toque especial. Ficou um charme. Bem, acho que as imagens poderão falar melhor por mim:

Presentinhos #2

Beatriz, no auge das suas 19 semanas, uma princesa de 5 meses, já está ganhando vários presentinhos. Nos últimos dias foram tantos, que só hoje pude parar para compartilhar com vocês. Tem presente que veio direto de São Paulo, do casal de amigos Fernando e Francisca. Tem brinquedinho para a hora do banho, da Simone. Tem meia-sapatilha da Leônia e um parzinho de sapatinhos vermelhos lindérrimos da tia Cátia. Mimada, né?!

Estou mantendo tudo nas embalagens, porque ainda falta um tantão para a pequena Bia desfrutar destes mimos e eu quero que tudo esteja bem limpo e conservado.

Quarto do bebê #1

Estive uma semana de folga e aproveitei para buscar soluções para o quarto da Beatriz. O apartamento em que moramos tem dois quartos e a futura chegada da pequena mudou um pouco a nossa estrutura. Um quarto era o do casal e o outro um escritório que também comportava nosso guarda-roupas que é enorme.

Como a chegada de um(a) filho(a) é um momento único, faço questão de que  ela tem seu cantinho, com todos os mimos que merece. Demos um jeito de colocar a cama de casal e o armário no mesmo cômodo, ficou bem apertado, mas vale o sacrifício. A nossa cama era daquelas comuns, de madeira. Trocamos por uma box, mais compacta, sem firulas o que nos deu bem uns 20cm de espaço a mais entre o guarda-roupas e a cama.

Meio caminho andando para dar início aos preparativos do quartinho da Bia. Cheguei a fazer um projeto a lápis e dar uma olhada em preço de alguns móveis. Vasculhei algumas ideias práticas na internet também. Percebo que móveis de bebês são de baixa qualidade e de valores altíssimos. Razão vs Proporção.

Aliás, o quarto da Bia vai ser predominante no cômodo, mas o escritório ainda ficará lá. Então tem que ser tudo bem pensado mesmo. Ainda não coloquei a mão na massa, mas assim que tiver algo compartilho com vocês. Por enquanto, deixo algumas das ideias que me chamaram a atenção.

Este quarto se destacou na minha pesquisa por conta da disposição dos móveis em relação à janela. A formatação do quarto parece muito com a do quarto do nosso apartamento:

Quarto de bebê amarelo pequeno com janela

Quarto com janela ao centro

Encontrei este quarto no site do Carrefour. Muito interessante a praticidade e versatilidade dos móveis que podem acompanhar o crescimento da criança. Dá uma olhada:

Roupeiro, berço e cômoda

Roupeiro, cama infantil e cômoda

Roupeiro, cama infantil, cômoda e escrivaninha.

Dicas de lugares baratos em Brasília para comprar móveis de bebês são bem vindas. Eu já vi que lojas de móveis em Ceilândia são o canal. Sempre conseguimos produtos razoáveis com preços acessíveis.

Brechó de roupinhas de bebê

Sinceramente, nem fazia ideia de que isso existia, mas faz todo sentido. A dica foi da Francisca. Afinal, tem coisa mais cara e com menos tempo de utilidade do que roupinha e artigos para o bebê? Quando os pequenos deixam de usar, tudo ainda está tão novinho. Eles crescem muito rápido – ao menos é o que eu vejo por aí. Como ainda não sei nem o sexo do bebê, não saí as compras. Mas, para quem já está nesta fase, talvez valha a pena dar uma vasculhada na sua cidade.

A Francisca, mãe do pequeno Yago, sugeriu dois brechós em Brasília. Um é o “Bis brechó infantil“, localizado na 315 sul, que funciona no modelo consignação. Pelas fotos do site é tudo uma gracinha.

Já o “Era meu, agora é seu” além do modelo de consignação para quem pretende vender, tem um esquema bem interessante de locação de carrinhos de passeio, andador, cadeirinha para veículo, booster, bebê conforto e um tanto de outras coisas. Se quiser conferir, fica na 112 norte.

Tudo parece tão novinho que acredito mesmo que possa ser uma boa saída econômica e ecológica. Vamos combinar!!!

Atualizando:

Recebi mais duas dicas de como economizar nas compras para o filhote. Uma foi da Nika e outra da Francisca. Muito obrigada, meninas!

  • Existe uma lojinha de ponta de estoque na 215/216 norte, a Francisca não me disse o nome, mas lá ela comprou roupinhas originais da Sanrio por apenas R$10. Dá para crer?!

Se alguém mais tiver dicas, por favor, compartilha!