Desabafo de uma grávida

São tantas divagações na minha cabeça, que realmente não sei como relaxar. Esta proximidade relativa do parto, cerca de um mês, está me deixando muito, muito ansiosa. Antes, eu tinha muitas coisas para ocupar minha cabeça, como a organização do quarto, a aquisição do enxoval, a escolha da maternidade, centenas de exames para fazer… Agora é só espera.

Já perdi as contas de quantas vezes entrei no quarto da Beatriz hoje para tentar fazer alguma coisa. Mas, está tudo pronto (só não postei foto porque embalei tudo para não pegar poeira. Vocês só irão ver como está o quarto quando setembro chegar, rs)! É certo que tem o chá-de-fraldas, mas também não dá para fazer muita coisa agora. Só na véspera mesmo.

Procurei alguns blogs de grávidas para saber a experiência de outras mamães. Fui ler sobre o parto, os preparativos, as alegrias, as dificuldades de outras buchudinhas, mas nada ainda me deixou sossegada. A ansiedade está tão grande que posso senti-la fisicamente. Ora sinto o coração pequeno do tamanho de uma lichia (por que lichia, gente?!), ora o sinto do tamanho de um melão.

Há também as dores que já estão me deixando cansada, indisposta, desanimada. A volta dos refluxos e enjôos e também da sonolência. Estar grávida é muito bonito e tals, mas dá uma canseira. É uma fase muito complexa. Nem você se entende, quem dirá os outros. Sinto muita vontade de ficar sozinha, porém, quando estou sozinha eu quero mesmo é um mundo de gente ao meu redor. Sei que estou chata, a toda oportunidade só falo de Beatriz – também pudera, todo mundo só me pergunta sobre ela. Evito qualquer programa não a envolva… é, colega!, não está fácil me aturar. Nem eu me aguento.

Na verdade, na verdade mesmo, queria que Beatriz nascesse logo e eu pudesse colocar em prática toda a minha inexperiência como mãe. Muita gente fala que vou sentir falta da barriga, mas esta fasezinha final está acabando comigo, de verdade. É isso… nem consegui descrever de verdade o que tenho vivido. Melhor eu tratar de mastigar umas pipoquinhas, porque isso sim é relaxante.

About these ads

Sobre Jéssica Macêdo

Mãe da Beatriz e do Artur. Doula, gateira, jornalista viciada em redes sociais, especialista em brigadeiro de panela. Torce para o Flamengo e tritura pipoca nas horas vagas. Saiba mais no Twitter @jemmacedo e veja mais no Instagram @mesintogravida

6 pensamentos sobre “Desabafo de uma grávida

  1. Querida, vc é uma grávida perfeitamente normal! E, sim, a ansiedade, cansaço, desconfortos, chatice, tudo faz parte. Ficamos grávidas por 8 meses e 1 ano – esse último mês dura um eternidade… rsrs. Mas já já sua fofinha estará aí. Toda linda e saudável, para encher sua vida e do Guto.
    Bjk

  2. Olá!!
    Amei seu blog, estou visitando pela primeira vez e passarei aqui mais vezes!
    Estou no início da gestação e um pouco perdida neste mundo.
    Acabo de criar o meu blog, apenas para guardar cada detalhes de tudo que tenho passado.
    No meu caso, os enjoos estão sendo o motivo principal da minha preocupaçao mas tenho certeza que quando chegar mais próximo do parto, ficarei como você… muito anciosa! =D
    Parabéns!!!

    • Thalita, fico muito feliz com suas palavras. É bom saber que posso compartilhar destas sensações com outra gestante.

      Também sofri muito com os enjôos no início da gravidez. Só fui melhorar disso lá pelo quarto mês.

      Tenho umas dicas ótimas para dar uma amenizada nos sintomas do começo da gravidez. Farei um post sobre isso para você, assim que eu chegar em casa.

      Beijos, parabéns pela gravidez.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s